2015 em revista

Estamos a chegar ao fim de 2015! Nada como fazer um balanço dos 365 dias que ficaram para trás.

A familia aumentou. O #pedescalço é um bébe saudavel, super simpatico e que tem crescido de dia para dia e nos presenteado com as loucuras e peripecias normais para os seus 9 meses de existência. Adora comer, não gosta de estar sozinho e acha que já tem força e equilibrio suficiente para se pôr de pé. Podia dormir mais (já lhe tentei explicar que 06h30 é um pouco cedo, mas ainda sem efeito!), mas mesmo assim não nos podemos queixar. Percorre a casa toda em “modo comando”, isto porque levantar o raboisque para ficar de quatro dá muito trabalho, então é preferivel rastejar. Mas fá-lo com uma rapidez alucinante.

O #27 tornou-se o irmão mais velho. Continua a ser um espectaculo vê-lo crescer. Tornou-se mais falador (por vezes até demais!) e tem um memória de elefante. É que não se esquece de nada! Dos sitios onde passou férias (chega ao cumulo de quase ter um ranking para os mesmos), das zangas que teve com os amigos, dos filmes que viu … enfim! de detalhes que por vezes nem eu me recordo. Adora ver tutoriais das pistas de carros no YouTube. Acho que isto, foi a “pancada” deste ano. Sabe como se montam, o que acontece aos carros, se mudam de cor ou não … lá está! Memória de elefante! Mas com a idade vêm as birras. E ai! Que algumas me tiram do sério. É capaz de ficar uns 5 minutos ou mais a dizer baixinho (mas audivel) a famosa frase do “foste mázinha” repetidamente. São nestes momentos que temos que ter aquilo que chamo de “poder de encaixe”, engolir em seco e fingir que nada se passa. Ou isso, ou então “fritas a pipoca” e “passaste dos carretos”, coisa que não gosto que aconteça. Mantenho a calma, conto até 10 (por vezes tenho que chegar aos 30) e quando tudo acaba, pergunto se quer lanchar (com uma voz serena e um sorriso … qualquer dia tiro uma foto para verem a cara de derrotado  com que fica!). Mas é optimo vê-lo crescer.

Continuo casada com o #42. Tendo em conta os dias de hoje, a correria e a falta de tempo que temos para alimentar o nosso casamento, acho bastante positivo. Para mim, é um sinal que o nosso amor é maior do que qualquer outra coisa e que conseguimos, mesmo no pouco tempo que temos, viver a vida a dois! Se alguem vos disse que um segundo filho é um teste ao casal, eu confirmo. Com dois pequenotes em casa estamos sempre divididos. Ou porque um tem actividades, festas de aniversário, brincadeiras ou porque está na hora de dar de comer ao mais novo, po-lo a dormir, mudar fraldas. Em suma, há sempre algo a acontecer! Depois o trabalho de cada um (que felizmente se manteve mesmo nos tempos de crise que se viveram) que nos absorve! Mas continuo casada e feliz (acho que o #42 também).

E para o ano?

Claro que tenho aqueles desejos especificos, como dar mais um passo na carreira, caber numa calças de tamanho inferior ao actual, colocar mais feng shui no nosso T2. Mas assim de tudo:

Não quero que a familia cresça mais. Pode crescer a casa! Quero tudo o resto do ano de 2015 e mais tempo. Tempo para viver a oito pés e a quatro. Tempo para viajar dentro e fora do país, estar com a familia e os amigos. Tempo para dar mais jantares, porque adoro cozinhar.

Tempo, saúde, sucesso profissional e muito, mas mesmo muito amor.

Feliz 2016 a todos,

#38

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s