Stress, agulhas e amassos

Stress.

Conheci-o sob a forma de dor de ombro que alastra até ao pescoço e que me impede de fazer alguns movimentos sem que as lágrimas venham até aos olhos! 

Podem imaginar o que é andar com o #18 ao colo (que gosta de comer e nunca pára quieto), mudar fraldas, dar banhos ou até mesmo estar a brincar com #27. Snif, snif.

Até sou uma rapariga dada a emoções, mas estas dispenso. Como detesto andar com ai ais. E como gosto de experimentar coisas novas, meti-me na acupuntura! Caso para dizer benditas agulhas. Ando mais zen e muito mesmo conflituosa. Que digam os outros pés que habitam o T2. Mas como ainda não está a 100%, decidi marcar uma consulta para o “meu” osteopata.

E la fui eu com a mãe (sim, verdade! mesmo “com esta idade” e ainda vou com a mamã as consultas). Mas ainda bem, porque assim ela percebeu que os meus males são culpa dela … a genética é tramada! Estalou daqui, estalou dali, prescreveu uns exercicios e colocou uns pensos super fashion nos ombros. Moral da historia, continua com as agulhas que fazem bem mas isto vai demorar a passar. Volto em Agosto para mais amassos! Seja como for, cresci mais 2 cm em menos de 1 hora e sai de lá muito mais revitalizada.

Melhor fiquei, quando dei conta que ainda tinha tempo para um cafezinho sossegado com a mãe, ir ver umas montras e fazer umas comprinhas. Bem às costas não faz, mas à alma nem vos conto.
#38

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s