A nossa viagem e um doce para ajudar

Quando comento que tento ter uma alimentação mais vegetariana e que os meus pés pequeninos também a têm, normalmente oiço um oh coitadinhos! folhinhas de alface. e nem um docinho! ou então um se eu desse só legumes aos meus filhos mandavam-me à fava! Pois acreditem, que qualquer um dos comentários está totalmente errado.

Estamos ainda no inicio desta viagem. Tento ao máximo variar as refeições, umas saem bem outras saem mal. Estão muito longe de ser só folhinhas de alface. Tento postar aqui algumas das receitas que faço e que são sempre para partilhar a oito pés. Mas para mim e para o #42 esta fase também tem sido uma descoberta. Tive que me munir de livros, alterar algumas das coisas que tinha normalmente na despensa e deixar de ter carne ou peixe em casa, para não cair na tentação do é mais fácil. Mas não somos vegetarianos a 100%. Qualquer um de nós come carne ou peixe ao almoço e por vezes ao jantar. Principalmente carne vermelha, para garantir que os pés mais pequeninos recebem a vitamina B12 que necessitam.

Quanto ao eles mandavam-me à fava! Pois também já tive refeições mais dificieis. Em que a comida não foi aceite, houve birra, enfim! Com o #18 nunca houve este problema. Por ser mais pequeno está a desenvolver o palato agora, por isso a mudança na nossa alimentação veio na altura ideal para ele. Mas o #27 já estava mais habituado à rotina do peixe ou da carne ao jantar, por isso ainda estamos em fase de adaptação. A idade também é critica por si só. Aquela em que tudo o que seja verde é mau. Mas li algures (desculpem, mas não me recordo mesmo onde) que nós temos a capacidade de sofrer alterações no palato, por isso a persistência e a calma são fundamentais nesta jornada.

E claro … todos nós gostamos de um doce de quando a quando. Por isso também os faço, tentando sempre que sejam o mais saudáveis possíveis. Para vos inspirar e dar força a começar ou a continuarem a luta de uma alimentação mais saudável em família, deixo-vos a minha receita de Trufas de cacau e avelãs.

Ingredientes:

  • 20 tâmaras Medjool (se não encontrarem podem substituir por outras desde que não tenham a calda de açúcar no exterior)
  • 2 chávenas de avelãs
  • 4 colheres de sopa de cacau cru
  • 2 colheres de sopa de oleo de coco
  • coco ralado

Pre-aqueci o forno a 180ºC e coloquei as avelãs a torrar, sobre um tabuleiro forrado com papel vegetal. Enquanto torram, descaroçei as tâmaras e coloquei-as no robot de cozinha, juntamente com o oleo de coco e o cacau cru. Assim que as avelãs ficaram com um aspecto mais doirado, retirei-as do forno e ainda quentes, esfreguei-as para libertarem a maior parte da pele (nesta fase talvez um pano limpo ajude a não queimarem as mãos…fala a voz da experiência!). Assim que ficaram sem pele, juntei-as às tâmaras, ao cacau e ao coco que estão no robot. Depois é triturar tudo durante 5 minutos ou até ficar em massa.

fullsizeoutput_124

Um prato de sopa, coloquei algum coco ralado. Depois formei bolinhas de massa (tamanho de um brigadeiro), passei pelo coco até estarem todas cobertas e coloquei-as numa caixa para irem ao forno antes de comer.

São divinais, para pés grandes e pequenos!

fullsizeoutput_126

#38

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s